Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Quero ir para a América

É oficial, quero mesmo ir viver para a América, mais precisamente para os Estados Unidos.

Acabei de descobri no Food Network (um dos meus canais preferidos), que os americanos comem anualmente 8 biliões de frangos.

É de longe o país ideal para me acolher. Porquê?

Porque eu sou absolutamente taradinha por frango, é de longe a minha comida preferida. E nem sou esquisita, gosto de frango grelhado, assado no forno, frito, cabidela, jardineira, crepes de frango (já não faço há muito tempo), frango à brás, gratinado, massa com frango, cubinhos de frango panados com sementes de sésamo e salteados com legumes e folhinhas de mangericão, frango... frango...

Não sou capaz de ir ao supermercado à hora de almoço e passar junto à zona do take away. Ou melhor, sou, difícil é voltar para casa sem um daqueles franguinhos assados naquelas máquinas estranhas, mas que ficam suculentos. 

Eu sei que tenho um problema. As minhas filhas já me disseram isso várias vezes. Mas a verdade é que eu seria capaz de comer frango todos os dias. E ser feliz.

Quando as minhas duas filhas sairam em setembro para a faculdade, ainda estive umas semanas sozinha em casa. A minha alimentação durante a semana: frango, frango, frango, sopa, sopa, sopa, laranjas, laranjas, e outras frutas.

Agora imaginem quando vi a notícia dos 8 biliões. Tem de ser um país onde se vive bem, come-se tanto franguinho. E depois quem é que não se baba a olhar para o tradicional Fried Chicken? Alguns são absolutamente deliciosos.

Eu quero ir para a América. Têm massa de panquecas em lata, sushi em rolinho, tipo aqueles gelados que se empurravam no copo com uma palhinha de plástico, cupcakes e Fried Chicken. Parece-me que eu podia ser muito feliz por lá. Para complementar têm um sítio em Nova Iorque chamado Chinatown onde existem imitações de tudo o que é marca. 

É o paraíso.

Mr. Obama, please let me go to your country. Give me a green card! Please! Please! Please!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D