Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Play it again, Sam.

Pronto, eu admito. Sou uma daquelas românticas à moda antiga e tenho um fascínio por filmes lamechas e com histórias de amor impossíveis. 

E como tal Casablanca foi sempre um dos meus filmes de eleição. E hoje voltou a passar na RTP Memória. Sim, eu também confesso que sou espectadora assídua da RTP Memória.

Adoro genuinamente o Casablanca, sou apaixonada pelo Rick, Humphrey Bogart, pela história e sei de cor e salteado a letra de "As Time Goes By".

Pronto. Está tudo assumido.

Aqui há uns anos fui a Marrocos e uma das minhas exigências foi "Quero ir a Casablanca, quero descobrir o Rick's Café e tirar uma fotografia com a gabardine do Bogart".

Toda a gente tem taras e eu tenho as minhas. E esta é uma delas.

Lá fomos a Casablanca, que é linda. É uma cidade bonita e lá fomos à descoberta do Rick's Café. Que como devem calcular já não existe. Pelo menos sob a forma de clube como no filme. Mas eu sou persistente, mesmo bastante.

Por isso fui perguntando, andando e descobri que no local onde era o Rick's Café, agora existe um hotel, que ao lado do lobby tem um bar, onde encontrei... adivinhem...

A gabardine do Bogart e o piano do Sam. A traça é mais ou menos parecida com a do clube, tem aqueles tectos redondos, que afinal são uma caracteristica marroquina, por isso não é de estranhar. Fiquei tão feliz. Tenho uma foto ao lado da gabardine do Bogart e ao lado do piano do Sam.

Pronto eu sei que não é a gabardine original e o piano idem, até porque o original foi comprado recentemente pelo Leonardo DiCaprio e por um amigo.

Mas garanto que isso não me incomoda mesmo nadinha. Quando entrei no espaço e fechei os olhos consegui sentir o ambiente com os clientes, os alemães, os franceses, o Victor Laszlo, a Ingrid Bergman e claro, o Bogart, que me deu que fazer nos meus sonhos de adolescente. 

E hoje fiquei aqui a sonhar no sofá a olhar para o ecrã. E pela primeira vez reparei (e eu já vi o filme para aí umas 10 vezes), que a célebre frase "Play it again Sam", não foi dita pelo Bogart, mas sim pela sonsa da Bergman.

Peço desculpa aos fãs por chamar sonsa à rapariga, mas de facto ela era um bocadinho sonsinha. Mas tinha bom gosto para homens. Lá isso...

Isto tudo para dizer que o meu serão foi muito agradável. E que voltei a emocionar-me como sempre que vejo Casablanca. 

Caramba. Já não se fazem filmes assim. 

Maravilhoso. Obrigada RTP Memória.

Play it again some day. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D