Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Pai Há Só Um! Ou não...

Pai há só um! Ou não!!

Se pensarmos no factor biológico, de facto, pai há só um. Mas pai, tal como mãe, não é só quem produz ou quem tem. Essencialmente pai e mãe é quem cria.

Tenho duas filhas. elas têm um pai. Que as concebeu comigo e que esteve lá no dia em que elas nasceram. Mas que, após a nossa separação, se foi também separando lentamente das filhas. 

Não penso que o tenha feito propositadamente ou por má índole, mas sim por falta de jeito puro e duro. É pessoa com pouco jeito para afectos e sentimentos, e menos jeito ainda para ir conquistando duas filhas que aos poucos também elas foram desistindo dele.

E não, não tive influência nisso. Fui sempre desculpando, defendendo, encobrindo, até que elas começaram a perceber mesmo sem ninguém contar e me calaram de vez. Tenho muita, muita pena de as minhas filhas não terem uma relação afetiva mais estreita com o pai. De ter de as lembrar do dia do aniversário dele, de não terem o pai presente nos momentos importantes da vida delas.

Têm-me a mim, claro. Sempre e incondicionalmente. Mãe para todo o serviço. Sempre disponível e de serviço 24 horas por dia. Mas não chega. O pai faz falta.

Elas têm ultrapassado a falta do pai com a presença de um pai que adotaram no seu coração desde há muitos anos. 

O meu marido, que as adora e a quem elas adoram e consideram verdadeiramente um pai. Palavras delas e não minhas.

De quem não se esquecem do aniversário, com quem sabem que podem contar sempre que precisam. 

Há uns minutos atrás o meu marido chegou ao pé de mim com o telemóvel na mão. Vinha com um sorriso...

- Olha o que eu recebi...

Uma mensagem da minha flha mais velha, que não quis deixar passar o dia sem lhe desejar um feliz dia do pai. E que o deixou babado. E emocionado. Embora ele nunca o admitisse, nem sob tortura.

Há uns anos atrás, no dia do aniversário dele, elas deram-lhe um cartão que terminava com "muitos beijinhos para o pai nº 2". 

A emoção nos olhos dele foi tão grande!!! Ficou sem falar um bocadinho.

Pai é quem cria, quem sabe do que se gosta e não gosta, quem são os namorados, as conquistas e as derrotas, quem se interessa, dá carinho e atenção e mostra cara de mau quando é preciso.

Gosto muito da relação entre eles, é bonita e tem feito muito bem às minhas meninas e isso é um bálsamo para mim, que me preocupo com tudo, como elas dizem.

Um amigo nosso disse-me uma vez uma frase que adorei e guardei no coração até hoje: "Vocês não são família de sangue, mas são uma família de afetos linda".

Adorei. Família de afetos. Não é isso que de facto importa? Os afectos? Quer-me parecer que sim. 

Feliz dia do pai para o pai que as minhas filhas  adotaram no seu coração. E que ele, generosamente adotou no seu coração. 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D