Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

O segredo da Rute

Começo por reafirmar que não fã de reality shows. De todo. 

Por motivos profissionais tenho de acompanhar os programas de domingo à noite da TVI e consequentemente os Big Brothers e Casas dos Segredos passaram de há uns dois anos para cá a fazer parte da minha vida. 

Tenho de estar atenta diariamente ao que se passa na "casa mais vigiada do país", acompanhar as nomeações, expulsões e muitos edredões...

Ontem, como sempre faço aos domingos à noite estava instaladinha no meu sofá com o meu bloco de apontamentos e os comandos da televisão na mão para acompanhar a expulsão da noite.

Até hoje, dos reality shows que vi nunca me tinha emocionado ou impressionado com nada nem ninguém. Ontem pela primeira vez vieram-me lágrimas aos olhos ao escutar a história da Rute.

Vou situar os que não acompanham o programa. 

No site oficial ela é apresentada assim: "A Rute tem 37 anos, vem de Setúbal e neste momento está desempregada. Com a participação na Casa dos Segredos pretende dar um futuro melhor à filha. Já trabalhou como vendedora, ajudante de cabeleireira, auxiliar de infância e já andou na apanha da minhoca e nas vindimas. Considera-se uma lutadora. Namora com um rapaz mais novo e não perdem uma boa festa".

durante a gala de ontem a Rute contou o seu segredo: "Fui torturada pela minha mãe".

"Eu era bebé e a minha mãe deixava-me a dormir numa tampa de uma mala de viagem, sozinha em casa durante todo o dia. Sem comer, suja de chichi e cocó e quando chegava a casa ainda me esfregava a cara na porcaria e dizia que qualquer dia me punha uma rolha no rabo para eu não fazer mais. Nós morávamos numa barraca e uma vez o meu pai deu-lhe com uma garrafa por causa da maneira como ela me tratava...".

A história continuou com a Rute a dar pormenores de uma infância infeliz, para dizer o mínimo, e que ninguém deveria conhecer, muito menos às mãos de uma progenitora.

Confesso que fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Com 37 anos aquela mulher parecia tão frágil, tão carente. É mãe de uma menina adolescente com quem mantém, ao que parece, uma relação afectuosa e muito próxima.

Saiu do programa ontem para os braços da filha e do namorado, mais novo, de apenas 24 anos que a pediu em casamento em direto (piroso, vá), afirmando o seu amor em frente a um país inteiro. Enfim... Esta parte era dispensável.

Mas a tristeza, a mágoa, a carência e a falta de afeto que vi nos olhos da Rute mexeu comigo... Porque nem os animais tratam assim os seus filhos...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D