Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Solidariedade no Natal

Já toda a gente sabe que eu tenho mau feitio e que sou refilona e difícil de me calar perante a injustiça ou aquilo que considero estar errado. E infelizmente deparo-me cada vez com mais coisas erradas...

No outro dia estava a ler os comentários a uma notícia do SapoFama sobre o fim de semana dos famosos e a sua colaboração nas mais variadas causas, mais visível nesta época do ano.

E não pude deixar de me indignar. Não com os famosos, mas com os comentadores do site.

A maioria das pessoas critica qualquer pessoa conhecida por dar a cara por uma determinada causa, sem qualquer tipo de pudor, nem decoro linguístico e ainda se dão ao luxo de dar a sua opinião, no geral que todos deveriam prescindir do nível de vida que conseguem com o seu trabalho e doar todos os cêntimos que ganham aos pobres ou menos favorecidos.

Fico sempre espantada com a mente humana.

As causas solidárias, sejam quais forem, merecem sempre o nosso aplauso, muito especialmente nestas épocas troikanas, mas são sempre muito mais visíveis se algum rosto conhecido se associar a elas.

O que a generalidade das pessoas parece não conseguir perceber é que o tempo livre dos famosos, artistas, apresentadores, o que seja, é deles e pode ser usado como mais lhes aprouver. O facto de doarem o seu tempo, a sua imagem a favor de uma causa é de louvar, porque seguramente os donativos serão em maior número, a imprensa fará mais divulgação e toda a gente fica a ganhar.

As pessoas criticam os famosos por tudo e por nada, se faz é porque faz e se não faz é porque devia ter feito. 

Lamentavelmente os famosos também são pessoas como qualquer outro ser humano e não são obrigados a fazer nada que não queiram. Não me parece que exista um contrato-tipo em que uma das cláusulas seja: "O famoso, abaixo assinado tem a obrigação de ajudar o próximo, de doar a maior parte dos seus rendimentos, de estar sempre sorridente, bonito, bem penteado, bem vestido...".

Ora, por favor.

As pessoas têm simplesmente inveja de pessoas de quem nada sabem e limitam-se a destilar veneno nos mais variados sites e redes sociais. O melhor é entrarem nas páginas das pessoas no Facebook e insultarem-nas. Numa página que é suposto ser de fãs ou admiradores do famoso em causa.

Eu não sou famosa, felizmente, mas conheço muitos famosos, por motivos profissionais. Gosto mais de uns que de outros, como é óbvio. Fico indignada com alguns comentários que leo sobre pessoas que conheço e que são absolutamente normais e com os mesmos problemas de qualquer ser humano, com a diferença de que os deles acabam geralmente por ser de domínio público.

Voltando às causas solidárias:

A Rita Ferro Rodrigues criou uma plataforma no Facebook, a Trocas de Amor, que no passado sábado conseguiu, com a ajuda de um cash & carry, 500 cabazes de Natal para distribuir por outras tantas famílias carenciadas.

A Iva Domingues foi ajudar a Rita Ferro Rodrigues, tal como a Cláudia Borges e muitas outras caras conhecidas da SIC. 

Alguém acha que se ela não fosse conhecida o cash & carry ajudava? é possível, mas o mais certo seria o contrário.

A Cláudia Vieira passou o sábado a recolher brinquedos nos stands da Toyota, numa iniciativa dela, para entregar no próximo dia 6 de janeiro, na cidade de Bragança.

Na RTP uma emissão especial onde muitos artistas e caras conhecidas atenderam telefones e outros cantaram, angariou dinheiro para a Operação Nariz Vermelho.

Na TVI, na passada semana um dia de emissão especial angariou mais de 300 mil euros para a causa da Missão Sorriso.

E como estes muitos outros exemplos poderiam ser dados. 

A D. Leonor Freitas, da Casa Ermelinda Freitas andou durante quatro anos a trabalhar num projeto para ajudar a Cáritas e para o qual espera obter cerca de 180 mil euros e que tem caras como Paulo Bento, a primeira dama, Eusébio e outros a apoiá-la.

Critiquem o que está errado e o cinismo e a falsidade. Eu aplaudo e faço coro.

Mas criticar o que é válido, meritório e que é feito com o genuíno intuito de ajudar quem mais precisa está errado.

Algo de profundamente errado se passa com as cabeças de pessoas que sentem necessidade de criticar outras que nem conhecem só porque lhes parece que é o mais correto.

A inveja é um dos piores sentimentos do ser humano. e, por muito que me custe a admitir e especialmente a aceitar, o povo português é seguramente dos mais invejosos do mundo.

Vá lá, tenham calma. É Natal, apesar de tudo. A época da paz e da boa vontade entre os homens.

Não sejam tão verdes (de inveja, claro).

Sejam felizes e Bom Natal!


Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D