Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Cães ou donos perigosos?

É pergunta do dia, quiçá da semana: existem cães são potencialmente perigosos ou donos que são potencialmente maus educadores dos seus animais de estimação.

A morte de um bebé de 18 meses que supostamente caiu para cima de um cão arraçado de pitbull e que sofreu ferimentos que levarma à sua morte voltou a trazer à ordem do dia o tema dos cãe de raças perigosas.

Eu tenho de confessar logo à partida que não sou grande simpatizante de cães no geral e destas raças em particular. Lamento que esta não seja uma posição politicamente correta mas não não sou e não vou dizer o contrário só para ficar bem na fotografia. Não faz parte dos meus hábitos.

E lamento que o que vou dizer vá causar a indignação generalizada nos amantes e defensores dos animais.

Se todos nós admitimos que existem pessoas potencialmente perigosas e que esse facto nem sempre tem a ver com o meio ou a forma como foram educados porque raio de carga de água custa tanto a admitir que existam cães potencialmente perigosos?

Vamos lá a ver, nem todos os assassinos, violadores, pedófilos, ladrões, são fruto do ambiente em que cresceram. Por isso é que de vez em quando existem grandes surpresas e pessoas que aparentemente não matariam uma mosca, matam a sogra, a mulher, o cunhado, etc. 

De repente o mundo fica chocado quando descobre que um pai abusa do filho menor. 

São pessoas que de alguma forma já têm dentro delas o gene da agressividade, senão podiam ser provocadas que não ripostavam, certo? Nem todos os seres humanos provocados matam os outros, ou violam, ou roubam, ou seja o que for.

então porque razão é tão difícil aceitar que de repente um cão, mesmo que até esse momento nada levasse a crer que tal fosse possível, ataque um ser humano de forma tão violenta a ponto de lhe tirar a vida?

Não quer dizer que ele tenha sido treinado para isso, embora admita que em alguns casos isso possa acontecer, quer apenas dizer que algures, dentro dele, o gene da agressividade sempre existiu. E desculpem, mas eu continuo na minha, existem algumas raças de cães que são potencialmente mais perigosas do que outras e às quais de repente, a uma provocação lhes salta a mola e atacam.

Tenho visto durante o dia no Facebook, várias figuras públicas a insurgirem-se contra o facto de o cão ter o destino traçado e estar a dias de ser abatido. Tenho lido em vários posts e comentários que tal facto é lamentável. 

Ai é?

E se fosse um filho vosso? Adoravam ficar com o cão em casa, não? 

Deve ser ótimo viver e olhar todos os dias nos olhos do assassino do nosso filho. 

Desculpem la, novamente, mas eu não queria viver com isto e acho que ninguém quer.

Os animais têm todo o direito a viver e a serem bem tratados, mas entre um filho e um cão... A questão nem se põe.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub