Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Vai um cházinho Pinto da Costa?

Em primeiro lugar quero dar os parabéns ao Futebol Clube do Porto.

Mereceram ganhar o bendito do campeonato e olhem que eu até sou benfiquista e até nem simpatizo por aí além com os portistas. Na verdade até embirro um bocadinho. Desculpem lá a franqueza, mas não gosto de "cagões" e os portistas geralmente são-no um bocadinho. Às vezes um bocadinho muito grande. Não que os benfiquistas este ano também não o tenham sido, mas adiante... Embirro mais ainda com esta mania dos benfiquistas de contarem "com o ovo no cu da galinha", que é como quem diz, cantarem vitória antes do fim do jogo.

Sinceramente é muito bem feito termos perdido tudo o que já perdemos para ver se alguém para os lados da Luz começa a abrir a pestana e a pôr ordem na casa, que está um desastre. E não me venham cá com essa história de "ah e tal fizemos uma época muito boa, jogámos muito bem" e mais não sei o quê.

Pois, isso tudo pode ser uma grande verdade, e eu não vou discutir esses pormenores, até porque não percebo nada de futebol. Infelizmente, na prática o que conta são as bolinhas dentro da baliza dos adversários, certo? É disso que se fazem as vitórias e os bons resultados. Desculpem lá, mas é verdade. Cá em casa discordamos sempre nessa parte. O meu marido é sportinguista (habituadinho a sofrer, coitado) e diz que gosta de ver o Sporting a jogar bem, ainda que percam. Pois eu estou-me nas tintas para o bem ou para o mal. O que interessa mesmo são os golos. No final do jogo ninguém vai ver quem é que jogou melhor e mudar o resultado por causa disso, pois não? Ah, pois é! O que é que interessa que o Benfica tivesse jogado muito bem contra o Chelsea, se no final acabou por perder o jogo? Nada, rigorosamente nada. Vitórias morais não marcam pontos e não ganham taças, nem campeonatos, nem essas coisas todas.

É como comprarmos um carro em segunda mão com dez ou quinze anos e que só teve um dono, que era uma velhinha que só andava a cinquenta à hora. E? O carro continua a ter dez ou quinze ans, certo? Continua a valer o que vale, tenha sido de uma velhinha ou de um puto acelera. Contam mesmo os anos que estão no... naquele documento novo que inventaram agora e que substitui o Livrete e o Título de Registo de Propriedade antigos. Pois com os golos e o jogar bem no futebol é a mesma coisa. Só contam mesmo os golinhos na baliza. Jogar bem ou mal é um pormenor. Alguém acha que aquele Jardel que passou pelo Sporting jogava bem? Ninguém. É impossível, especialmente porque ele não jogava, nem bem nem mal. Não jogava de todo e pronto. Limitava-se a ficar ali até as bolinhas lhe cairem nos pés e na maioria das vezes nem ele sabia como é que conseguia metê-las lá dentro. Mas que elas entravam, entravam. E isso é que conta. Eu quero lá saber que o Benfica faça grandes jogos se no fim acabamos a carpir mágoas... Eu sou do tempo em que o Benfica era um grande clube que me dava muitas alegrias. Mas eu já sou uma pessoa muito antiga...

E por isso, muitos parabéns ao FCP, carago.

Agora, o senhor Pinto da Costa podia de facto ter bebido um bocadinho de chá em pequenino. 

Não era preciso no discurso da vitória vir com a história, de: "Estou especialmente feliz por aqueles que estão a festejar no Marquês de Pombal, que até já estava reservado para outros...".

A sério? 

Oh rico, o Benfica e os benfiquistas até mereceram a "boca", mas tinha-lhe ficado tão bem ignorar e manter-se caladinho. Tinha sido tão mais digno. Então para si foi mais importante ganhar a porcaria do campeonato ou dar um desgosto aos benfiquistas? 

Não lhe ficou bem, senhor dragão. Nada bem, mesmo. 

Sabe que, tenho a certeza que sabe, esta coisa do futebol é um bocado como os casamentos - num dia encontrámos o amor da nossa vida, no dia seguinte descobrimos que afinal ainda havia um amor melhor para descobrir. E o senhor tem uma vasta experiência no ramo. Até já se casou duas vezes com a mesma mulher...

Mas, como diria a Teresa Guilherme, isso agora nã interessa nada. O que interessa aqui é que podia e devia ter ficado caladinho que tinha sido muito mais interessante da sua parte. Sabe que na minha terra, que não é a sua obviamente, diz-se que "o desprezo é o melhor tratamento para o inimigo" ou então mais popular "o calado é o melhor". 

Muitos parabéns senhor dragão, mas umas aulinhas de boa educação e etiqueta não lhe ficavam nada mal. Olhe, aprenda com a sua Nandinha que para não dizer asneira é raro abrir a boca. E olhe que geralmente ela até faz muito boa figura. Bem melhor que a sua, seguramente. 

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D