Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Os peões, as passadeiras e os automobilistas!

(publicado originalmente em outubro de 2011, mas mantenho tudo o que escrevi)

Sou uma pessoa de pavio curto. Que é como quem diz irrito-me com facilidade.
E reclamo. Muito. Tenho uma amiga que quando anda comigo de carro, costuma rir-se imenso e dizer que as viagens comigo são uma aventura. nunca se percebe muito bem se continuo a falar com o meu pendura ou se já estou a comunicar com o carro da frente, ou de trás, ou dos lados... Mas que estou sempre a comunicar com alguém, quanto a isso não existem dúvidas.
Eu até acho que não sou má condutora de todo. Tenho carta há uns 300 anos e até hoje, felizmente, só tive um acidente.
Sou acelera, é um facto e há que admiti-lo. Tenho assim o pé pesadinho.
Mas só quando a estrada e o carro o permitem. Não sou de andar a acelerar dentro das localidades, por exemplo. Até costumo conduzir bastante devagar pelas ruas da minha cidade. (Foi bonito).
E não deixo o carro estacionado a estorvar ninguém. Não deixo mesmo por isso não vale a pena torcerem o nariz nem franzirem o sobrolho. Odeio pessoas que deixam os carros mal estacionados, a estorvar toda a gente, com a desculpa do "foi só um minutinho", que na maior parte das vezes é bem mais do que isso. Sou capaz de andar quilómetros para deixar o carro bem estacionado. E páro sempre nas passadeiras. Mesmo sempre. Não pensem que sou alguma santa, sou é uma pessoinha civilizada e respeitadora de algumas regras, não todas, mas algumas... Agora vou puxar dos galões: As mais importantes!!!
Mas não paro fora das passadeiras. Não páro mesmo e já fiz algumas tangentes a algumas pessoas que como diz uma amiga: Têm na mania!
E carrego na buzina se for preciso. E tenho a mãozinha pesada. Na buzina, claro.

Perto da minha casa, existem três semáforos em passagens de peões na mesma avenida. Até aqui tudo bem.
Se estão vermelhos, páro. Se não estão, não páro. Até aqui tudo bem, também.
O pior é que me parece que os peões ainda não perceberam que o verde que lhes permite avançar destemidamente para a estrada, tem que ter uma figurinha humana em movimento. Se for um círculo verdinho, quem avança é o carro. E isto é mesmo daquelas coisas que me deixa possuída, possessa, furiosa e muito, mas mesmo muito refilona. Do estilo de abrir o vidro e desatar a insultar as pessoas. Não é bonito eu sei que não, mas infelizmente não há nada que se possa fazer para o evitar. Quando eu penso no caso, normalmente já estou em casa. 

É tão irritante as pessoas abusarem da boa vontade dos outros.
E quando ouvem uma irritada buzinadela ainda olham com ar de desprezo... E alguns até refilam e até atravessam mais devagar, tipo a tourear o carro. RIBATEJANOS!!! Dá uma vontade de sair do carro e desatar à chapada a esta gente. À chapada sim, que eu sou ALENTEJANA e trato os bois pelos nomes.
Os peões têm de aprender a respeitar os automobilistas se querem ser respeitados.
E já agora também devia existir um sistema de multas para os senhores peões desrespeitadores:
- Os que atravessam fora das passadeiras, como ao lado do W Shopping, em Santarém;
- Os que atravessam quando o sinal está vermelho para eles, como na Avenida da Rodoviária, em Santarém, nos tais três semáforos; no Cartaxo, na Rua Batalhoz e enfim em muitos outros sítios, nestas e nas restantes cidades do país e arredores. Juntem-se a mim neste protesto!!! Peões precisam de disciplina! É um belo slogan...
Porque raio de carga de água é que eu hei-de ser multada se não parar num vermelho e um peão não?
Isto é como se diz na minha terra: "Ou há moralidade ou comem todos!"
Porque os senhores peões não podem simplesmente achar que só têm direitos.
Ah, porque estou com pressa. Pois também eu, ou acham que porque vou de carro não tenho pressa?
Já agora, quando ando a pé tenho o cuidado de não fazer aos outros o que não gosto que me façam a
mim.

Mas um dia destes...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D