Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e a Casa dos Segredos

A Casa dos Segredos é um castigo diário que me é imposto três meses por ano por causa do meu trabalho.

Comecei na terceira edição, e transitei para a quarta. Não sou fã de reality show, embora concorde que para os estudiosos e observadores da psicologia e do comportamento humano, estes programas sejam verdadeiros manuais de consulta. 

Esta quarta edição tem sido especialmente conturbada, com um triângulo amoroso (Érica/João/Diana), que muito tem dado que falar e com um ex-casal com uma filha em comum (Tierry/Sofia), a que se veio juntar uma terceira pessoa, Débora, para ajudar à festa.

Espanto-me todos os dias com a forma como as pessoas vivem o que se passa na casa mais vigiada do país e com a forma como vêm as mesmas.

Ontem ouvi no programa "Você na TV!", TVI, uma senhora que clamava sobre a relação do Tierry com a Débora e sobre a coitadinha (palavras da senhora) da Sofia. "Ele não respeita a mãe da filha e nós temos que ser pelas mulheres", dizia a senhora.

A verdade é que quando o jogo começou a Sofia e o Tierry já tinham terminado a relação. A sofia começou o jogo sempre muito agarrada ao Diogo (um grande que lá anda), mas sempre de olho no Tierry, que começou logo a catrapiscar a Débora (uma magrinha que também é modelo).

À primeira oportunidade, a Sofia enfiou-se na caminha do Tierry e andaram para ali a ondular debaixo do edredão para grande felicidade da produção do programa.

O Tierry nunca lhe disse que tinham reatado a relação e só lhe dava atenção durante a noite, por questões nitidamente testosterónicas, que é como quem diz, tinha necessidades que ela lhe satisfazia sem pudor.

Nas noites que passaram juntos debaixo do edredão nem um nem outro se lembrou de que daqui a uns anos o mais certo é que a filha de ambos venha a ver num qualquer Youtube do futuro, o vídeo dos papás a paparem-se num programa de televisão. Coisa que filho nenhum quer ver, convenhamos. A não ser que os filhos do futuro sejam muito diferentes dos do presente.

O Tierry continuou a passar os dias atrás da Débora, que nitidamente tinha um fraquinho por ele, mas que tentava (sem grande convicção) resistir às investidas do rapaz, que diga-se é uma versão do Shrek com pele branca.

Finalmente o Tierry pediu um jantar a sós com a Débora e acabaram os dois aos beijos, emitidos em direto na televisão da sala, com todos a assistirem, como se de uma novela se tratasse.

A Sofia descontrolou-se completamente, organizou as mulheres todas para ficarem contra a "rival" e tem infernizado a vida à Débora, chegando ao ponto de lhe sujar a roupa toda com creme depilatório. Fina!!! Muito fina!!!

A Débora manteve-se calada e aguentou tudo durante uns dias até que se passou da cabeça e garantiu que se a outra continuasse a provocá-la ela não se ficava. E pronto, está a tenda armada. Que é como quem diz palhaços já temos, que comece o circo.

Eu, que não me costumo manifestar, vou fazê-lo.

A Sofia e o Tierry são dois cachopos que nem maturidade têm para resolver o fim de um namoro, quanto mais para criarem uma filha. Pobre criança.

A Sofia clama que quer que a respeitem, mas na vrdade foi ela mesma que se desrespeitou quando se enfiou na cama do ex-namorado, independentemente de lhe apetecer muito e ter muitas cócegas no grelo (desculpem), mas ela tem dedo não tem? Então coçava sozinha.

O Tierry não devia ter aceite os favores sexuais da Sofia se não tencionava continuar a dar-lhe saída. Desrespeitou-se e desrespeitou a filha, que mais tarde há-de ver. Mas não desrespeitou a Sofia. Ela fez isso sozinha.

A Débora não desrespeitou ninguém e foi apanhada no meio da confusão. Achou piada ao Tierry, tem dezanove anos e portanto não achou nada de mal em lhe dar uns "linguados au meunier". 

A opinião pública geral é de que a Débora é uma p..., que se meteu no meio de um casal e que não respeitou uma mãe. 

Tretas. Ela é livre e desimpedida e o Tierry fez-lhe um cerco cerrado. E ela tem dezanove anos. E até se tem portado benzinho, vá... 

As famílias da Sofia e do Tierry degladiam-se nas galas, uma coisa que seguramente a pequena Yasmin também verá daqui a uns anos.

Conclusão: De onde é que sai esta gente? Como é que é possível que os pais hoje em dia eduquem tão mal os filhos? quem é que deixou aqueles dois serem pais de alguém? 

Tenho dito!!!




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub