Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

Eu e o mundo

As minhas impressões, opiniões e outras coisas acabadas em ões sobre o mundo, pelo menos o mais próximo de mim.

A memória curta de algumas pessoas

(publicado originalmente em outubro de 2011)

Há coisas que nunca deixarão de me surpreender.
A capacidade que as pessoas têm para eliminarem da sua memória tudo o que é anterior a determinado acontecimento é uma delas.
A tendência visível dos seres humanos para passarem uma esponja por cima de tudo o que não lhes convém no momento...
E acima de tudo a rapidez com que ignoram tudo o que viveram, conviveram, disseram e sentiram com alguém numa época da sua vida.
"Quanto mais conheço os homens mais gosto dos cães."
Uma pessoa que me é muito querida diz isto de vez em quando.
Começo a concordar verdadeiramente com esta pessoa.
Podemos conviver diariamente com as pessoas, mostrar o nosso lado A e o B, ou seja o melhor e o pior de nós.
Podemos ser o mais transparentes, correctos, educados, atenciosos, enfim as melhores pessoas do mundo.
Podem ter a certeza que no dia em que alguma coisa correr menos bem, essas pessoas vão ignorar tudo o que de bom aconteceu e tratar-vos como se não soubessem nada sobre vós.
É estranho e infelizmente nada que eu possa explicar melhor.
Convivi durante três anos com alguém que agora me acusa de ser mentirosa,  trapaceira, cínica, e nem me lembro o quê mais...
Uma pessoa a quem sempre tratei o melhor possível.
Até quando era necessário chamar a atenção o fazia com luvas de pelica.
Que substituí para que pudesse descansar, melhorar, recompôr-se...
E agora sou acusada de ter mentido durante todo o tempo em que convivemos, de ter encarnado um papel e mostrado uma pessoa que afinal não era eu.
Devo ser uma actriz excelente. Nem sei como ainda não me deram um Óscar!
 Ou pelo menos um Globo de Ouro... Sabem que mais?
Fiquei chateada. Com certeza que fiquei chateada!
Mas como diz o povo: "Os cães ladram e a caravana passa!"
Eu sou a caravana. O que é que isto faz dessa pessoa?
Ah! Pois é!
Porque, como costuma dizer uma outra pessoa de quem eu gosto mesmo muito:
- Mas você ainda liga a essa gaja?
Tens toda a razão "fofinha". Está na altura de parar de ligar a esta gentinha.
E como diz a minha filha linda:
- O que é que interessa o que essa gente pensa? As pessoas que te conhecem sabem como tu és e a pessoa que és. E isso é que interessa.
No final de tudo isto, eu sou uma pessoa muito feliz.
As pessoas que realmente interessam sabem bem quem eu sou. E isso é que conta.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D